0024 - Métodos de seleção

Sempre que o AutoCAD pede Select objects: vários métodos estão disponíveis. Para além da marcação individual (em cima), abrindo um retângulo de seleção podemos selecionar múltiplas entidades. Se o retângulo for aberto para a esquerda (a traço interrompido e por omissão verde), ou seja, Crossing, selecionamos todas as entidades que ficam dentro ou que cruzam o retângulo. Se o retângulo for aberto para a direita (a contínuo e por omissão a azul), ou seja, Window, selecionamos somente todas as entidades que ficam completamente dentro. Indicam-se mais alguns processos:

  • ALL – seleciona todas as entidades, exceto as que estão em layers bloqueadas ou congeladas. Também seleciona as entidades hidden.
  • Last – Última entidade adicionada ao desenho, seja por criação ou cópia.
  • WPolygon – Seleciona todas as entidades que ficam totalmente dentro de um polígono de seleção, definido por uma sequência de pontos. Polígono de seleção a cheio e de cor azul.
  • CPolygon – Seleciona todas as entidades que ficam dentro ou que cruzam um polígono de seleção, definido por uma sequência de pontos. Polígono de seleção a traço interrompido. e de cor verde.
  • Fence – Seleciona todas as entidades que são cruzadas por um conjunto de linhas dadas por uma sequência de pontos.
  • Previous – Seleciona automaticamente a última seleção de entidades. Esta seleção pode ser criada com o comando SELECT.
  • Group – Seleciona as entidades de um grupo criado com o comando GROUP. Pede o nome desse grupo.
  • Remove – Entra em modo de remoção de entidades da seleção. O programa pede Remove objects e podemos usar qualquer um dos modos vistos.
  • Add – Cancela o modo de remoção de entidades da seleção, voltando ao modo de adição. O programa volta a pedir Select objects.
  • Undo – Anula a última operação de seleção efetuada, permanecendo, no entanto, em seleção de entidades.

0023 - Variáveis de seleção

Apresentamos as variáveis relacionadas com a seleção:

  • PICKADD – Gravada com o programa. Controla como se adicionam entidades à seleção. Com o valor 0, são adicionadas entidades à seleção apenas se estiver premido, caso contrário, uma operação de seleção retira a anterior; com o valor 1, cada operação de seleção é adicionada à anterior; com o valor 2, por omissão, cada operação de seleção é adicionada à anterior, mas a seleção continua disponível com Previous mesmo depois de usar o comando SELECT.
  • PICKFIRST – Gravada com o programa. Controla a possibilidade de se selecionarem primeiro as entidades e só depois executar o comando. Com o valor 0, não é possível selecionar entidades sem um comando ativo (por exemplo, PROPERTIES não funciona); com o valor 1, por omissão, é possível selecionar entidades antes de dar um comando.
  • PICKDRAG – Gravada com o programa. Controla o processo de marcação de retângulos de seleção. Com o valor 0, os retângulos de seleção são feitos por marcação dos cantos opostos; com o valor 1, os retângulos são feitos por arrastamento; com o valor 2, por omissão, aceita ambos os processos.
  • HIGHLIGHT – Não gravada. Controla a representação de objetos, quando selecionados. Com o valor 0, as entidades mantêm o aspeto normal; com o valor 1, por omissão, as entidades, quando pertencem à seleção, ficam a traço interrompido (ou halo na versão 2015), facilitando o seu controlo.
  • SELECTIONPREVIEW – Gravada com o programa. Efetua uma previsão da seleção quando se passa o cursor sobre os objetos, sem fazer clique. É dado pela soma dos seguintes códigos bit:
    0 – Não faz previsão. 1 – Faz a previsão sem comando ativo. 2 – Faz a previsão com comando ativo.
  • SELECTIONPREVIEWLIMITS – Gravada com o programa. Controla o número máximo de objetos que são salientados em seleções por janela. A partir deste número os objetos continuam com aspeto sólido.

0022 - Remover o ecrã de entrada

Parte do tempo de entrada no AutoCAD é consumido só para mostrar o ecrã de entrada, supostamente para estarmos a ver uma imagem bonita enquanto o programa carrega. Se quisermos poupar algum tempo na entrada do AutoCAD, podemos aceder às propriedades do atalho (selecionar o ícone de arranque, botão direito do rato). Em Target, ir para o fim da linha, colocar um espaço e /nologo.

0021 - Clotóides, sinusóides e outras curvas no AutoCAD/BricsCAD

Uma das grandes vantagens dos CADs DWG é a programação. Tudo o que se possa representar por uma equação matemática é facilmente programável.
O recomendado site www.cadforum.cz inclui vários LISPs gratuitos para esse efeito:
KLOT.LSP – Desenha uma spline (espiral de Euler) ligando um arco e uma linha. É diferente do BLEND.
2DPLOT.VLX – AutoLisp compilado com a possibilidade de criação de múltiplas curvas paramétricas. Instruções

0020 - Remover a caixa de Startupdo AutoCAD 2015

Com esta versão, a Autodesk apresenta mais uma tentativa de página de entrada, para abrir ou iniciar desenhos, equivalente ao novo comando NEWTAB. Para quem instalar o AutoCAD 2015, uma das primeiras ações vai ser livrarmo-nos desta caixa. De realçar que, ao contrário das tentativas anteriores, não há aqui uma opção on/off de Show this window on Startup. Assim, para iniciar o AutoCAD com a área gráfica vazia, temos de colocar a variável STARTUP com o valor 0.

0019 - DIMLFAC e alteração de valores de cotas

Quando cotamos em AutoCAD, o valor colocado é o que efetivamente corresponde à medida a cotar, desde que a variável DIMLFAC tenha o valor 1. Esta variável, gravada com o desenho, permite aplicar um fator de escala às medidas de cotas lineares e só tem importância se o desenho não estiver feito à escala 1:1.
Não muito frequentemente, é necessário alterar ou suprimir o texto da cota. O processo mais simples é fazer duplo clique em cima do texto, abrindo o comando TEXTEDIT que é equivalente ao texto multilinha (MTEXT). Este processo permite também colocar duas ou mais linhas de texto nas cotas. Se quisermos suprimir o texto, basta colocar um espaço.
Como processos alternativos para editar o texto das cotas temos o comando DDEDIT e o PROPERTIES (painel Text, Text Override).

0018 - DWG TrueView 2014 e 2015, links diretos:

O DWG TrueView é um software gratuito da Autodesk que permite ver e imprimir ficheiros DWG e DXF. Permite também gravar ficheiros para versões anteriores. Aqui ficam os links diretos para as versões 2014 32-bit e 64-bit do DWG TrueView:

DWG Trueview 2014 32BIT - LINK

DWG Trueview 2014 64BIT - LINK

A versão 2015 do DWG TrueView permite a conversão entre versões. Por exemplo, recebendo um desenho DWG 2013 e não tendo as versões 2013, 2014 e 2015, podemos convertê-lo para a versão 2010 ou 2007 e abri-lo no nosso AutoCAD. Esta versão também permite limpar desenhos dos "carimbos" de versões de ensino. Pode descarregar para os sistemas 32-bit ou 64-bit:

DWG Trueview 2015 32BIT - LINK

DWG Trueview 2015 64BIT - LINK

0017 - Comando HATCHGENERATEBOUNDARY

Este desconhecido comando (nome pequenino, não?) foi introduzido discretamente na versão 2011. Não está em menus, ribbon ou menus e, claro, também não tem abreviatura. Mas, com uma trama selecionada, fica disponível no menu de contexto. O comando pede a seleção de tramas e cria polilinhas não associadas.

0016 - Criação de atalhos para vistas isométricas

1. No comando VLIDE (menu Tools>AutoLisp>Visual Lisp Editor), marcamos New (nova rotina LISP) e digitamos as seguintes instruções para criar quatro abreviaturas:

2. Marcando o botão "Load active edit window", carregamos as instruções no AutoCAD e podemos testar INE, INW, ISW e ISE.
3. No Editor LISP gravamos um ficheiro LISP, por exemplo com o nome ISOMETRIA.LSP.
4. Para ter estas abreviaturas sempre disponíveis em qualquer desenho, no comando APPLOAD, botão Startup Suite, selecionamos o ficheiro LISP.

0015 - como juntar numa polilinha múltiplas linhas e arcos mesmo com intervalos

Através do comando PEDIT podemos converter um conjunto de linhas e/ou arcos numa única polilinha.


Command: PEDIT
Select polyline or [Multiple]: Multiple
Select objects: Seleção
Convert Lines, Arcs and Splines to polylines [Yes/No]?
Enter an option [Close/Open/Join/...]: Join
Join Type = Extend
Enter fuzz distance or [Jointype] <0.0000>: 10
5 segments added to polyline

0014 - Comando LENGTHEN

Aqui está um comando que existe desde a versão 2000, mas que muitos não utilizam. Este comando altera o comprimento de entidades abertas. Para arcos, permite igualmente alterar o valor do ângulo incluso. Por omissão, apenas pede a seleção de uma entidade, devolvendo o seu comprimento. Após cada opção são pedidas as entidades a alterar. A alteração é efetuada sempre pelo extremo mais perto do ponto de seleção.

  • DElta – aumenta ou diminui o comprimento de entidades com um valor.
  • Total – define o comprimento total.
  • Percent – aumenta ou diminue as entidades em percentagem.
  • DYnamic – altera dinamicamente o comprimento das entidades a indicar.

0013 - AutoCAD sem "carimbo" Educational Version

Desde a versão 2014 Service Pack 1 que desenhos AutoCAD versão educação já não têm o carimbo nas impressões nem avisam quando são abertos. Se algum desenho legítimo referenciar um desenho educação também fica "infetado".

0012 - Verticais baseados em AutoCAD não completos

Aconteceu com um amigo. Uma das novidades da versão 2012 foram os comandos VIEWBASE, VIEWPROJ e associados, família posteriormente aumentada na versão 2013. Esta família de comandos permite ter vistas associadas à geometria 3D do modelo AutoCAD ou de um modelo Inventor. Se a geometria for alterada, as vistas atualizam automaticamente (por omissão). Supostamente, todos os verticais baseados em AutoCAD têm o AutoCAD mais uma série de funções específicas (é o que a Autodesk vende!). Mas não é assim: esta família de comandos não está disponível no Civil 3D, no AutoCAD Architecture e no Map 3D, versões 2012 em diante.

0011 - Color Books pessoais

Na versão 2004 foram introduzidas na caixa das cores os separadores True Color e Color Books (este com acesso a cores normalizadas RAL, DIC e PANTONE). Mas podemos criar os nossos próprios Color Books. Acedemos ao site da Autodesk:
www.autodesk.com/acb.
Podemos ter até 10 cores por página e só temos depois de gravar o ficheiro ACB (efeivamente em formato XML) que é imediatamente descarregado para o nosso computador.

0010 - Aumentar o número de entidades em HATCH

Muitos não devem sabem, mas o comando HATCH tem um limite no número de entidades que podem ser criadas: 100,000. Este valor pode ser aumentado até 10,000,000 através da seguinte instrução, que altera o registo do programa: (setenv "MaxHatch" "10000000")

0009 - WIPEOUTS com fronteiras redondas

Um WIPEOUT é um objeto do AutoCAD que tapa o que fica por trás (numa espécie de mascara). A opção Object permite selecionar um objeto fechado para definir o wipeout, só que este objeto não pode ter curvas. E se quisermos wipeouts com uma fronteira circular? A solução é criar um polígono com um número suficiente de lados. O número máximo de lados que o polígono permite são 1024, mas um valor acima da meia centena deve ser mais do que suficiente.

0008 - Previsão da aplicação de tramas (HATCH)

A partir da versão 2012, a aplicação do Hatch faz uma previsão de aplicação, que, muitas vezes, não corresponde à aplicação final e pode ser mesmo muito demorada. Esta previsão pode ser desligada na variável HPQUICKPREVIEW (On/Off, fica gravada com o programa).

0007 - Scroll (roda) do rato

Ratos com rodinha são praticamente fundamentais no AutoCAD. Apresentamos as suas funções 2D:

  • Zoom – rodando a roda para a frente ampliamos a vista e rodando para trás afastamos;
  • Pan – mantendo a roda premida e deslocando o rato, deslizamos a vista;
  • Duplo clique – fazendo um duplo clique na roda efetuamos um Zoom Extents. Quando o Zoom e Pan bloqueiam: REGEN
  • 3D Orbit – carregando em Shift e, em simultâneo, na roda do rato, orbitamos em torno do modelo, com o eixo Z na vertical. Com objetos selecionados, apenas estes ficam visíveis durante a órbita e servem de centro de órbita;
  • Free Orbit – carregando em Shift+Ctrl e, em simultâneo, na roda do rato, fazemos uma órbita livre, em que o eixo Z não fica na vertical;
  • Pan direcional – carregando em Ctrl e na roda fazemos uma espécie de Pan segundo um ângulo múltiplo de 45° em relação ao ecrã, de controlo difícil e com inércia.

Variáveis relacionadas com o scroll do rato, todas gravadas com o programa:

  • MBUTTONPAN – Controla o comportamento da roda ou do terceiro botão do rato, entre Pan (valor 1) ou o que está definido no CUI, por omissão menu dos osnaps (0).
  • ZOOMFACTOR – Conserva o valor incremental do desenho a aplicar a cada movimento da roda do rato. Aceita um valor entre 3 e 100 (60 por omissão).
  • ZOOMWHEEL – Controla a direção de zoom quando se usa a roda do rato em zooms transparentes. Valor 0, por omissão, rodando para fora amplia a vista.

0006 - Quando as paletas desaparecem

Por vezes, ao atuarmos uma paleta, como o Properties ou Design Center, esta não aparece.
Normalmente estão flutuantes e fora da área visível do ecrã. Havendo a possibilidade de aumentar a resolução do ecrã (botão direito do rato no ambiente de trabalho, e Screen Resolution, ou similar), estas devem aparecer.
Uma outra solução, mais engenhosa, é atuar o comando da paleta, premir <Alt+Space> para se ver o respetivo menu e M para Move. Usar as setas do teclado para a trazer de volta ao ecrã.
uma terceira possibilidade para recuperar paletas: as coordenadas das paletas, em relação ao canto superior esquerdo do ecrã, podem ser alteradas via XML, abrindo um dos fixeiros FixedProfile.aws ou Profile.aws (por exemplo no Notepad). Estes ficheiros estão localizadas no perfil de utilizador: C:\Users\\AppData\Roaming\Autodesk\AutoCAD2014\R19.1\enu\Support\Profiles. Não alterar os ficheiros com o AutoCAD aberto.

0005 - Medir em layouts

A partir da versão 2007, ao medirmos distâncias em layouts, apanhando osnaps, obtemos as medidas reais, como se medíssemos no Model. Antes da versão 2007, a medida obtida correspondia à que se obteria a partir da impressão; esta medida deveria ser multiplicada pela escala do viewport, obtendo-se a distância real.
A partir da versão 2007, a distância obtida passou a ser a real. Mas é possível voltar a ter o comportamento antigo, damos o valor 1 à variável DIMASSOC. Depois de obter essas distâncias sobre o papel, é conveniente voltar a colocar o valor 2, para que as cotas a criar fiquem associativas, isto é, acompanhem eventuais alterações de geometria.

0004 - Aplicativo para colocar efetivamente imagens dentro do AutoCAD

No popular CADforum, um dos melhores sites de referência do AutoCAD, foi colocado um aplicativo gratuito, chamado ImgConvert (gratuito para AutoCAD 2011/2010), que permite converter imagens para pixels individuais e trazê-los para dentro do AutoCAD como entidades 2D solid.
Para os que não conhecem, as entidades SOLID são entidades pintadas delimitadas por 3 ou 4 lados, usadas por exemplo para as setas da cotagem. Claro que convém não importar imagens que contenham muitos pixels.
Link
: http://www.cadstudio.cz/en/apps/imgconvert/ .

0003 - Acesso rápido a comandos e opções na linha de comandos

Esta é uma dica já com uns aninhos, desde a versão 2006. Para quem não gosta do AUTOCOMPLETE (a partir da versão 2012), na linha de comandos podemos digitar as primeiras letras de um comando, variável ou rotina carregada, e depois vamos pressionando a tecla para fazer o ciclo entre todas as possibilidades disponíveis no AutoCAD.
Quando tivermos o pretendido, basta acionar . Por exemplo, se quisermos dar a LAYERDLGMODE o valor 0 (para voltar a ter a caixa das layers clássica, não paleta), não temos sequer de saber o nome completo da variável. Basta digitar as primeiras letras e ir pressionando <TAB>.

0002 - Utilitário DrawOrder by Layer

Aqui está um utilitário muito interessante para o AutoCAD: a possibilidade de controlar a ordem de representação de entidades 2D por layer. Este utilitário está disponível no Autodesk Labs: http://labs.autodesk.com/utilities/adn_plugins/catalog/ .

0001 - Botão para iniciar site

Aqui fica uma dica a pedido de uma formanda. Se quisermos criar um botão para aceder a um site, é muito simples. Aplicamos o comando CUI, criamos uma toolbar, e um novo comando. No painel direito, colocamos a seguinte macro: ^c^cBROWSER;"www.qualicad.com"
Basicamente, aplicamos o comando BROWSER, para aceder ao browser predefinido, com o site que se quiser. :)